Foi definido pelo governo municipal que 51 das mais de 60 lombadas (travessias elevadas) da Avenida Atlântica serão substituídas por faixas de segurança comuns e seis radares serão instalados naquela via, para multar quem ultrapassar os 40 Km/h, limite atual da avenida.

O gestor do Fundo Municipal de Trânsito, Cel. PM Mario Cezar de Oliveira, prefere chamar os radares de lombadas eletrônicas para não dar conotação de caça-multas, mas o objetivo é claro: punir quem desrespeita a segurança coletiva. As lombadas eletrônicas são aqueles equipamentos que mostram a velocidade em que o veículo está e forçam uma redução localizada de velocidade.

As alterações só ocorrerão quando as lombadas eletrônicas estiverem instaladas, o que depende da licitação para renovar o contrato de segurança eletrônica do trânsito de toda a cidade, que vence em setembro.

Por enquanto, o município segue mapeando com a Polícia Militar e agentes de trânsito os índices de acidentes e pontos de abuso de velocidade, nestes locais serão instalados futuramente os equipamentos de monitoramento da velocidade.

Balneário Camboriú tem um trânsito selvagem. No ano passado, segundo a PM, foram 2.379 acidentes e um em cada quatro resultou em vítimas.

Fonte: Pagina 3

Comentários