Servidores de Navegantes mantêm greve na praça em frente a Prefeitura

Cerca de 700 servidores públicos de Navegantes que já aderiram a greve da categoria decidiram por unanimidade nesta quinta-feira manter a paralisação. A mobilização ocorre na Praça do Coreto, em frente a Prefeitura Municipal, e irá para o seu terceiro dia nessa sexta-feira. Nas assembleias realizadas nessa quinta-feira, os servidores rejeitaram a resposta da Prefeitura a respeito das reivindicações do movimento grevista, tendo em vista que o município voltou a negar os pleitos colocados em pauta. Durante essa quinta-feira duas passeatas foram realizadas pelo centro de Navegantes, retornando em seguida para a Praça do Coreto. Em ambas manifestações os servidores receberam o apoio da comunidade em respeito a luta da categoria por mais respeito e valorização. Nem uma tempestade que caiu no meio da tarde foi suficiente para afastar os servidores da greve, permanecendo no local até o término do dia de mobilização. Pauta de reivindicações No que diz respeito aos itens descumpridos da greve de 2017, os servidores solicitam um prazo de 15 dias para que o município conclua a atualização do estatuto do servidor público, a ser entregue ao Sindifoz para que sejam feitos os apontamentos necessários. Os trabalhadores também querem um reajuste imediato nas bolsas de estudo dos servidores, tendo em vista a necessidade urgente de um aumento no valor oferecido. Com relação a revisão da tabela salarial, o Sindicato solicitou uma nova proposta por parte da prefeitura que contemple os servidores com menor faixa salarial de forma imediata, em seguida atendendo categorias subsequentes, levando em consideração a contraproposta de valores já feita pelas categorias. Os trabalhadores também pedem o cumprimento das licenças-prêmio, ficando a cargo do governo municipal apenas a definição do período dessa licença, respeitando o direito dos servidores de acordo com a lei e revogando o decreto que limita a concessão desse benefício. É solicitado ainda que seja apresentado um cronograma regularizando a concessão das licenças em aberto com prazo para cumprimento desse cronograma de no máximo um ano. Os servidores também mantiveram o pedido já feito no início do ano pelo Sindifoz de reajuste do vale-alimentação para o valor de R$100,00. Nesse ano o aumento concedido foi de apenas R$1,87, levando em consideração apenas a inflação de 3,75% do período. Com isso, os servidores passaram a receber R$51,87 por mês de vale-alimentação em 2019. Fotos: Divulgação/Sindifoz Mais informações: Francisco Johannsen – Presidente do Sindifoz Contato: 47 98468-4161 Att, Anderson Davi | (47) 99609-2180 Assessoria de imprensa – Sindifoz (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais da Região da Foz do Rio Itajaí)Fonte: Diário da Cidade

Comentários